Quinta-feira, 19 de Outubro de 2006

Polémico!

Estou simplesmente irritada, chocada e principalmente revoltada.  Que me desculpem as mulheres que são a favor. Eu não sou... respeito a escolha de toda a gente mas não sou capaz de aceitar! Digam-me, tentem explicar-me... como é possível abortar de plena consciência, às 17 semanas de gravidez???  Ou ainda mais tarde??? Na Espanha é possível... não há limite... desculpe-me quem é a favor... mas não consigo suportar... raio de vida injusta... em que se acaba com uma vida porque não se quis usar perservativo ou se esqueceu de tomar a pílula... pior, que injustiça tão grande, mulheres que tanto desejam ser mães e perdem os filhos em abortos... sofrem... na maior parte das vezes sozinhas, porque não há apoio psicológico... e outras, simplesmente , "matam" os filhos... sim, é duro, é forte, mas é o que acontece... "matam" uma vida de um modo tão horrível, tão desprezível... e, se depois sofrem, se lhes custa... desculpem-me mais uma vez, mas não tenho pena nenhuma... provocaram isso a elas próprias... Não estou a falar de mulheres que têm mesmo que abortar devido a problemas médicos... Não, estou a falar de abortos de bébés saudáveis... estou a falar de "matar" uma futura criança... Sim sou radical, admito... e não aceito, nem concordo, nunca...

Nada tem a ver com a nova lei. Política não me interessa para nada. Esta minha posição tem sim a ver com o aborto. Sim, sou contra. Sim, não entendo como é possível que, conscientemente, se decida fazer um aborto, principalmente já num estado avançado da gravidez. É uma questão pessoal sim, é a mulher que deve decidir sim. E respeito, mas acho que se devia pensar antes, ter cuidado e não partir do princípio que se pode resolver depois.

E, mais uma vez não trago esta questão aqui para ferir ninguém, sei que às vezes não há outra solução e, devido a mal-formações ou perigo é necessário abortar. Considero essa uma situação completamente diferente... e, normalmente, nessa situação a mulher nem quer abortar, é "forçada". Aí sim, já entendo, já sou "obrigada" a aceitar e concordar... de resto, sou radical... sei que sou... e revolta-me... muito mesmo...

Mas a vida é, infelizmente, assim. Dá, na maior parte das vezes, a quem não quer e tira a quem quer tanto... Is not fair!

escrito por JustWords às 20:20
link do post | favorito
De Mybeat a 22 de Outubro de 2006 às 00:31
...a minha opinião está dada, no entanto e no que respeita se será razoável x ou y semanas,deixo isso para os médicos e outros que mais se entenderem e decidirem.
No entanto penso que deverá haver um limite temporal para a interrupção voluntária da gravidez.

Um outro aspecto aqui focado é o da justiça, ou injustiça, de pessoas ditas saudáveis colocarem de parte a hipótese de ter um filho, havendo outras que o desejam e nunca o poderão vir a ter...quanto a isso apenas posso dizer muito friamente.."Life is a bitch"...e nada poderá ser feito nesse sentido...
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28

.palavras recentes

. Tudo tem um final... feli...

. Green Summer!

. Saudades do mar...

. Continuando a caminhar...

. Caminhando!

. Lutando pelos sonhos!

. Mais uma vez...

. Química - Ligação complet...

. Still counting down!

. Química - counting down!

. Caixinha de Papel - Sorri...

. Deambulações!

. Realidade da virtualidade...

. Folha em branco...

. Noite de Fado

.palavras arquivadas

. Fevereiro 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

.E-mail

justwords@sapo.pt